Globedia.com

×
×

Error de autenticación

Ha habido un problema a la hora de conectarse a la red social. Por favor intentalo de nuevo

Si el problema persiste, nos lo puedes decir AQUÍ

×
cross

Suscribete para recibir las noticias más relevantes

×
Recibir alertas

¿Quieres recibir una notificación por email cada vez que Lucas Monteiro escriba una noticia?

A difícil vida dos motoristas de aplicativo

6
- +
08/07/2020 15:57 0 Comentarios Lectura: ( palabras)

Hoje comento sobre uma classe que muito ganhou destaque nos últimos tempos, mas que, infelizmente, está longe de viver os seus melhores dias

Há alguns anos surgiu no Brasil uma empresa diferente de tudo o que havíamos visto ou imaginado antes. A Uber, que já tinha mercado em outros países, deu suas caras aqui.

A proposta de serviço dela era maravilhosa, mas mal sabíamos que à frente nos depararíamos com natureza destrutiva e incontrolável de pessoas sem a menor ética moral.

Refiro-me aos taxistas. Por meses caçaram toda espécie de motorista de aplicativo que existia no país. Quando encontravam, destruíam seus carros e criavam muita confusão.

Estava claro pra Uber que não seria fácil se estabelecer no Brasil, muito menos os motoristas teriam dias de pais tão cedo.

Toda essa confusão acabou por popularizar de forma absurda o aplicativo estrangeiro recém-chegado, criando uma espécie de novo mundo onde qualquer um conseguiria seu sustento sem ter a quem se reportar todos os dias.

Rapidamente essa ‘profissão’ ganhou notoriedade, ao ponto de se você não é um motorista de aplicativo, a probabilidade de que conheça um é de pelo menos 80%.

Apesar de tamanha popularidade, a verdade é que esses motoristas estão há muitos quilômetros de distância de serem valorizados na medida que devem. Não digo pela sociedade, mas por suas próprias plataformas.

Acompanhando o site Motorista Elite fica claro entender o quanto esses profissionais sofrem diariamente. O problema não são as corridas curtas que fazem nem o fato do combustível que usam ser caro, não, esse não é o problema.

O grande problema é o valor da tarifa à qual são submetidos. Uber, 99, Cabify e tantos outros, pagam mixaria por minuto e quilômetro.

Assim, esses autônomos seguem suas vidas a mercê da boa vontade dessas empresas criarem uma nova perspectiva de trabalho. Acontece, infelizmente, que não há boa vontade quando nos referimos negócios ultra-capitalistas.

 


Sobre esta noticia

Autor:
Lucas Monteiro (2 noticias)
Visitas:
159
Tipo:
Opinión
Licencia:
Distribución gratuita
¿Problemas con esta noticia?
×
Denunciar esta noticia por

Denunciar

Comentarios

Aún no hay comentarios en esta noticia.